FALANDO SÉRIO

Independente da discussão anacrônica sobre o novo marco do saneamento, gostaria de partilhar neste texto 4 “verdades” que precisam ser assumidas e incorporadas ao planejamento estratégico das operadoras de água e esgoto. Isto se quiserem realmente buscar uma melhoria de gestão operacional.

Destaco que estas verdades consideram as tecnologias disruptivas que a sociedade viu-se obrigada a adotar neste período de pandemia.

1) 70% do efetivo de uma operadora concentra-se na base da pirâmide ou chão de fábrica. Destes, 50% tem baixíssima escolaridade;

2) Poucas operadoras incluem este grupo nos seus planos de educação corporativa e as que fazem raramente empregam uma engenharia pedagógica lúdica, interativa como gamificação e m-learning (smartphone),por exemplo;

3) Treinamentos sejam presenciais ou digitais tem que ser customizados as reais necessidades de cada setor de cada unidade operacional. Cursos prontos ou standards não funcionam;

4) Expertise em Big Data é fundamental para através da gestão do volume de dados disponibilizados, apoiar decisões estratégicas sejam operacionais ou mesmo novos modelos de receitas adicionais;

Nós do HYDRUS acreditamos que do improviso inicial às experiências com êxito, as aulas digitais se apresentam como o caminho do futuro da educação

Previous Post
Newer Post

At vero eos et accusamus et iusto odio digni goikussimos ducimus qui to bonfo blanditiis praese. Ntium voluum deleniti atque.

Melbourne, Australia
(Sat - Thursday)
(10am - 05 pm)